Saiba qual o estado econômico atual do Brasil

Saiba qual o estado econômico atual do Brasil

Nos últimos dias, muito tem se falado sobre o estado de econômico brasileiro. As perspectivas podem ser bem variadas, e entre tantas opiniões sobre o assunto, é normal que a maioria dos brasileiros tenham algumas dúvidas sobre como anda nossa economia. 

Se você também possui alguma dúvida sobre isso, calma, que eu tenho uma boa notícia. Continue nos artigo até o final, que a partir de agora iremos esclarecer, afinal, como está o estado de econômico brasileiro. Além disso, iremos apresentar como a pandemia globalizada afeta nossa economia e quais os possíveis influências da guerra que se estende pela Ucrânia. Por isso, para saber mais, vem comigo!   

Antecedentes: 2021

Para entendermos melhor sobre o estado de econômico do Brasil em 2022, devemos conhecer como foi 2021. Em primeiro lugar, as notícias são muito boas. Afinal, nosso PIB cresceu cerca de 4,6% durante o último ano. 

Além disso, esses números demonstram uma boa recuperação em relação a 2020. Pois nesse ano, tivemos no país uma queda de 3,9%. 

Podemos citar como destaques de crescimento econômico o setor de serviços, fortemente influenciado pelo avanço que tivemos na vacinação da população. Entre os destaques do setor, podemos citar as áreas de turismo, bares, restaurantes e hospedagens, serviços de comunicação e informação, além, é claro, da mobilidade urbana. E também o setor industrial, que conseguiu um crescimento de 4,5%.

Por outro lado, um dos setores mais importantes do Brasil sofreu uma queda de 0,2%. Me refiro ao setor agropecuário, que foi fortemente afetado pelas mudanças bruscas no clima e por alguns problemas apresentados na cadeia de produção.

Uma das melhores recuperações que tivemos foi no setor de investimentos. Afinal, nesse setor, houve um crescimento de 17,2%. Mas, apesar da melhora nos diversos setores que citamos anteriormente, é preciso lembrar que a comparação é com o ano de 2020. E esse foi um ano muito difícil para o estado de econômico brasileiro.

Perspectivas para o estado de econômico em 2022

Como já citamos, devido ao avanço da vacinação, o estado de econômico no nosso país pode se recuperar. Porém, muitos economistas ainda acreditam que a perspectiva real de crescimento não seja tão animadora assim. E um dos principais motivos pode ser a alta taxa de juros aplicada sobre nossa economia.

Mas há também uma parte dos economistas que têm uma visão mais otimista para esse ano.

Fatores como a recuperação econômica obtida no final do ano passado; a perspectiva de algumas privatizações se concretizaram ainda esse ano; forte investimento dos diversos municípios e estados, que conseguiram arrecadar bastante com os impostos em 2021; e a perspectiva de que o atual governo crie programas de estímulos a economia até o final do ano. 

Desse modo, se todas ou parte dessa expectativa se concretizar, existe uma grande chance que o estado de econômico do nosso país consiga voltar a normalidade, ou seja, ao crescimento que tínhamos antes da pandemia.

A guerra na Ucrânia pode influenciar nossa economia?

Em mundo mais globalizado que nunca, não é de surpreender que acontecimentos em outras partes do mundo possam influenciar, positivamente ou negativamente, o estado de econômico do Brasil. Sendo assim, os temores dessa guerra sobre nossa economia estão alicerçados sobre 4 pontos principais:

  • Aumento da inflação devido aos novos preços das commodities;
  • Para tentar conter essa inflação, pode haver elevação nos juros;
  • Influência indireta na nossa produção industrial;
  • Menos investimentos no Brasil, devido às incertezas a nível mundial, em decorrência da guerra.

Acontece que toda essa incerteza econômica, é preocupação não só no Brasil, como também no resto do mundo. Ou seja, no geral, o nosso país segue as tendências econômicas a nível globalizado.

Conclusão

Ao fim desse artigo, podemos fazer algumas conclusões a respeito do estado de econômico brasileiro. Sabemos que o assunto é um pouco complexo, mas já é possível visualizar alguns resultados e tendências aqui no país.

Em primeiro lugar, temos que reconhecer que toda a dificuldade econômica que atravessamos também foi sentida pela maioria dos outros países pelo mundo. Afinal, grande parte do baixo crescimento se deve a fase da pandemia, que atingiu todo o mundo globalizado. 

Apesar disso, vimos que com a vacinação em massa e reabertura comercial, vários setores voltaram a ter crescimento e a população voltou a ter confiança no consumo. E claro que é uma melhora gradual. Mas o ano de 2021 já representou um crescimento econômico considerável. Agora, basta torcer para que em 2022 a economia e a vida cotidiana voltem de vez ao normal.

Envie seu comentário